quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

EU, Educador Cristão?



Esta mensagem é a abertura do livro
"Emenentos Geradores de Aprendizagem"
de Mana Lobão

Moisés estava pastoreando o rebanho de seu sogro Jetro quando, de repente, viu um arbusto em chamas, mas o fogo não o consumia. Aquilo lhe chamou a atenção e se aproximou. Então ouviu uma voz dizendo: Moisés, Moisés. Ele respondeu: Eis-me aqui! Então disse Deus: “Não se aproxime. Tire as sandálias dos pés, pois o lugar em que você está é terra santa (Êx 3:5).” O Senhor continuou: “Ouvi o clamor de Israel e desci para salvá-lo”. A partir daí Deus mostra para Moisés quais seus planos em relação a ele.

I - Chamada de Deus à Moisés - Êxodo 3 e 4

A proposta de Deus em relação a Moisés foi para ele tirar o Seu povo da escravidão egípcia e levá-lo à terra prometida (Êx 3:8) onde este povo seria senhor da terra e não escravo. Moisés em vez de colocar-se à disposição de Deus para realizar esta tarefa, debulhou um rosário de desculpas. Cada vez que Moisés dava uma desculpa Deus lhe mostrava a solução.

1a desculpa (Ex 3:11) - EU? Quem sou eu para que acreditem? Sou tão insignificante!

SOLUÇÃO (Ex 3:11) - Disse Deus: “Eu serei contigo”. Quem iria fazer o trabalho, na verdade, seria Deus. Ele só queria um instrumento humano disponível e comprometido para realizar Sua obra.

2a desculpa (4:1) - EU? “Não crerão em mim”.

SOLUÇÃO (4:2-9) - “sinais te acompanharão para que creiam que o Senhor te enviou”. Na verdade, eles deveriam crer em Deus e no que faria através de Moisés.

3a desculpa (4:10) - EU? “eu nunca fui eloqüente, sou pesado de boca e de língua”. Moisés era o filho adotivo da filha de Faraó e certamente foi instruído com os melhores mestres do Egito, agora diz que não sabe falar? Como filho da filha de Faraó, Moisés seria o sucessor do trono e para isto estava recebendo muita instrução. Será que esqueceu de tudo o que aprendeu? Ou era mais uma desculpa para não aceitar o que Deus estava lhe oferecendo para fazer?

SOLUÇÃO (4:11,12) - “Eu serei com a tua boca. Eu falarei e tu repetirás”.
Moisés já sem desculpas, diz exatamente o que queria dizer desde o princípio.

4a desculpa (4:13) - EU? “manda quem tu quiseres mandar, menos a mim”.

SOLUÇÃO (4:14,15) - “eu serei com a tua boca e com a dele”.

Agora sem argumentos ou desculpas, finalmente Moisés obedeceu, deu-se, dedicou-se, consagrou-se, comprometeu-se para aquela tarefa e foi uma bênção. O povo foi levado pelo deserto e Deus, durante o percurso, cumpriu com todas as promessas que havia feito a Moisés.

II - Nosso Chamado

Jesus em João 15:16 diz: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi para que vades e deis frutos e ele permaneça”. O que tem acontecido é que muitas vezes nós temos agido, exatamente, como Moisés e damos as mesmas desculpas quando Deus nos escolhe para uma determinada tarefa no corpo de Cristo. E dizemos:

• EU? Quem sou eu para fazer isto ou aquilo. Não tenho nenhuma habilidade, não tenho dons.
É o Espírito Santo quem nos dá dons espirituais para que sirvamos no corpo de Cristo, onde e como Ele mesmo quer. “Todas essas coisas, porém, são realizadas pelo mesmo e único Espírito, e ele as distribui individualmente, a cada um, como quer.” (1 Co 12:11). E, através de nós Ele mesmo realiza Seu trabalho. Deus não está interessado em nosso trabalho, o que Ele quer é trabalhar através de nós.

• EU? Não vão acreditar no que digo.
Por que não acreditariam? Estamos dando algum motivo para isto? Nosso testemunho está sendo esse empecilho? Ele pode impedir que ouçam o que dizemos. O que somos fala mais alto do que nossas palavras. Precisamos ser praticantes da Palavra e não apenas leitores, ouvintes, a fim de que ao falarmos desta Palavra creiam que ela é a Palavra de Deus (Tg 1.22).

• EU? Eu não sei falar, não sei fazer, não sei isto, não sei aquilo.
Esta é uma das desculpas mais usadas por nós quando não queremos assumir uma responsabilidade no Corpo de Cristo. “O SENHOR deu sabedoria a Salomão, como lhe havia prometido (1 Rs 5.12)”. E, “Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida (Tg 1.5)”. A Bíblia diz que se alguém precisa de sabedoria deve pedi-la a Deus em vez de rejeitar uma atividade no Seu Corpo com a desculpa de que não sabe fazer.
Com certeza não temos capacidade para fazer todas as coisas, mas temos capacidade para fazer muitas coisas. E é exatamente ali que Deus quer que sirvamos. “A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum (1 Co 12.7)”. Deus não vai exigir mais do que podemos fazer. Também, não vai aceitar menos do que podemos fazer.

• EU? “Deixe-me aqui no meu canto. Senhor peça para outro fazer”.
Nas igrejas congregacionais a escolha de professores de EBD é realizada pela congregação. Ali pessoas são convidadas para assumir tal função, mas muitas delas não aceitam pelos mais variados motivos. Muitas vezes nós, ou por acomodação, preguiça, falta de interesse, timidez, ou por quaisquer outras desculpas dizemos como Moisés: “manda outro, menos a mim”. Com isto perdemos o privilégio de sermos usados por Deus em sua obra.

III - A Recompensa da Vocação

No serviço cristão há momentos difíceis, mas também “há recompensas gloriosas – às vezes, no presente e, sempre, no porvir...” (Oliveira, 1983, p.54) para aqueles que se mantêm fieis, obedientes e comprometidos.
Veja alguns exemplos bíblicos:

Abraão (Gn 12:2) - “Farei de ti uma grande nação”. Hoje não se pode contar os descendentes de Abraão;

Moisés (Êx 3) – “Eu estarei com você. Esta é a prova de que sou eu quem o envia.” E por 40 anos o Senhor foi com Moisés;

Discípulos de Cristo (Mt 28:20) – “e eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos.” Ainda hoje os discípulos de Cristo contam com sua presença e ajuda;

Servo fiel (Mt 25:21) – “Foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei. Entra no gozo do teu Senhor.” Para que eu receba uma grande responsabilidade preciso começar com uma pequena. Se eu for fiel nela, receberei uma maior. Mas se não honro a pequena que me foi dada, até esta me será tirada (Mt 25.26-28).

E EU? – Qual será a minha recompensa? Será diferente dos outros escolhidos por Deus? Certamente não. Se agir com compromisso e fidelidade como eles o fizeram, também ouvirei:
“Eu serei contigo, servo bom e fiel.”

Amém!

Mana Lobão

3 comentários:

  1. Concordo plenamente. Assim como Deus está a procura de verdadeiros adoradores que o adorem em espírito e em verdade, assim creio que Ele busca vasos que estejam disponíveis e no lugar da benção (em obediência e fé) para usá-los. Deus sabe de tudo e é exatamente por isso que nos escolhe, Ele sabe que podemos fazer... Ele chama, Ele capacita, Ele é quem opera o querer e o efetuar. Não temos desculpas diante dEle. Tudo que Ele nos chama pra fazer ou permite, é por que realmente estamos aptos a isso.Louvado seja Deus por isso.

    Dayane Maravalho

    ResponderExcluir
  2. Será que desta vez eu consigo, vou tentar mais uma vez, talvez eu lembre da senha, mas o meu comentário vc já sabe, são os velhos elogios que já lhe fiz pessoalmente.

    ResponderExcluir